Domine a amplitude dinâmica e dê um brilho as suas fotografias

Amplitude dinâmica

A amplitude dinâmica é a gama de diferentes níveis de brilho na cena, das sombras às luzes. Os dispositivos que captam imagens também possuem a sua própria amplitude dinâmica e esta, geralmente, é menor que a medida na cena.
Uma boa maneira de testar a amplitude dinâmica da sua câmera é fotografando paisagens, pois estas possuem grandes níveis de contraste. Diante de cenas com grande amplitude dinâmica é natural que a câmera perca alguns detalhes nas áreas mais claras, nas mais escuras ou em ambas.

Você pode resolver esse problema comprimindo a amplitude dinâmica da cena de forma que esta caiba na amplitude dinâmica da câmera ou aumentar a gama dinâmica da fotografia sobrepondo exposições usando técnicas de HDR.

As câmeras digitais captam uma grande variedade de níveis de brilho, mas há um limite. Quando a diferença entre as partes mais claras e as mais escuras da imagem é muito grande que não se consegue uma exposição que capte detalhe em ambas as áreas é necessário que o fotógrafo decida qual o procedimento irá tomar para obter a fotografia desejada. Uma boa opção é expor nas altas luzes para depois editar as sombras. Em paisagens isso significa reduzir a exposição da câmera de forma a captar mais detalhes nas áreas mais importantes do céu e depois dar algum brilho nas áreas mais escuras na pós-produção.

Latitude de exposição

Mudar a exposição de uma foto de paisagem torna-a mais clara ou mais escura e condensa o histograma em um dos lados, mas não expande a amplitude dinâmica. Se o gráfico do histograma estiver comprimido em um dos lados, aumentar ou diminuir a exposição moverá a curva do histograma ao longo do eixo (x) recuperando a amplitude dinâmica de cada área.

Mas isso só se aplica se existir suficiente latitude de exposição, como nos histogramas estreitos. Isto possibilita grandes ajustes sem perda de detalhes.

Amplitude dinâmica

Pico central: a falta de altas luzes e sombras extremas significa que esta cena de baixo contraste cabe na amplitude dinâmica da câmera, tendo boa latitude.

lateral: quando o histograma se encosta à direita, reduzir a exposição ou usar um filtro ND grad pode ajudar a recuperar detalhes nas altas luzes.

Amplitude dinâmica

A amplitude dinâmica neste caso supera a da câmera, pois não há latitude de exposição. A melhor opção é fazer várias exposições e juntá-las posteriormente.

Outra maneira de contornar o problema é usando filtros graduados para controlar a amplitude dinâmica da cena. Estes filtros possuem metade do frame mais claro e a outra metade mais escura e ao colocar a parte mais escura sobre o céu brilhante reduzimos o nível de exposição para mais próximo do restante da paisagem. Neste caso não é necessário fazer cálculos complexos, basta testar filtros de f/stops diferes e ver qual fica melhor para a foto que deseja. Faça a foto com o filtro e analise o histrograma, se a curva ficar no limite direito do gráfico use um filtro mais forte.

Amplitude dinâmica - Filtros

Se você não tiver filtros disponíveis não se desespere. Faça uma foto com o céu na exposição correta e depois outra foto com o primeiro plano exposto corretamente. Leve as duas fotos para o software de edição e combine as duas imagens. Dependendo da situação pode ser necessário fazer várias imagens com exposições diferentes e depois combina-las no software.

Dica: Usar RAW pode ajudar a recuperar mais detalhes que o indicado pelo histograma da câmera
O RAW tem uma amplitude dinâmica maior que o JPG e tanto o histograma e a imagem que vemos na câmera são baseados na versão JPG da imagem, por tanto, o arquivo RAW guarda mais informações nas áreas claras e escuras o que possibilita recuperar detalhes que parecem estar perdidos no visor da câmera.

Você pode aplicar um filtro graduado digital na imagem, utilizando o lightroom ou CameraRaw, e usar o controle “Shadows” para revelar detalhes nas áreas escuras e os controles “White” e “Highlights” para recuperar detalhes das áreas claras. Pode ainda ajustar a luminosidade de áreas individuais, como escurecer o azul do céu.

Veja um exemplo:

Amplitude dinâmica

Passo 1: Excesso de highlitghts

A imagem acima trata-se de uma cena em alto contraste. Repare no histagrama que a curva foi empurrada para a direita e cortada pelo limite do gráfico.

Amplitude dinâmica

Passo 2: Filtro digital

Aplique um filtro graduado digital sobre a imagem, pintando uma máscara para selecionar apenas as áreas desejadas. Depois ajustes os comandos de exposição para obter o resultado desejado.

Amplitude dinâmica

Passo 3: Imagem final

Depois dos ajustes a curva do histograma ficará mais bem distribuída no gráfico.

Post
Domine a amplitude dinâmica e dê um brilho as suas fotografias
Título
Domine a amplitude dinâmica e dê um brilho as suas fotografias
Descrição
A amplitude dinâmica é a gama de diferentes níveis de brilho na cena, das sombras às luzes.
Autor
Blog
Blog Olha o Passarinho
Logo
Domine a amplitude dinâmica e dê um brilho as suas fotografias
5 (100%) 3 votes

Se gostou, compartilhe!
Email this to someoneShare on Facebook2Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest1Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *