Como funciona o autofoco da câmera

Como funciona o Autofoco

Os vários pontos de foco da sua câmera permitem que você selecione a parte da cena que deseja que fique focado.

As câmeras digitais possuem 3 modos AF (de foco): disparo único , contínuo e automático. Os nomes variam de fabricante para fabricante.
O modo disparo único (single shot) foi projetado para momentos onde em que o foco será feito apenas uma vez. Este modo é recomendado para se fotografar motivos estáticos.

Quando o assunto a ser fotografado está em movimento, recomenda-se utilizar o modo contínuo (servo), neste modo a câmera acompanha o motivo ajustando o foco automaticamente.

Já o modo automático é a mistura dos dois modos anteriores. No modo automático a câmera determina se o motivo está parado ou em movimento e determina o melhor modo de focagem.

Há ainda uma outra opção de foco, o manual. Que deve ser usado quando o foco automático não consegue focar o motivo ou quando o fotógrafo quer fazer um foco diferente do sugerido pela câmera. Outra vantagem do modo manual é que ele bloqueia o foco definido pelo fotógrafo evitando que a câmera mude a configuração, isto é muito útil, principalmente, em fotos de paisagem.

Mas como a câmera faz o autofoco?

As Câmeras digitais utilizam o contraste como base para fazer o foco do motivo. Normalmente as câmeras reflex utilizam a detecção de fase, que é mais rápido, para disparos pela ocular e detecção de contraste para disparos pelo live view.

Como funciona o Autofoco
  1. Para que o sistema de autofoco funcione é necessário que entre luz suficiente na câmera.
  2. Um pouco da luz que entra na câmera é desviada do espelho da reflex e atinge o subespelho
  3. O subespelho reflete a luz para o módulo AF localizado no fundo da câmera.
  4. Este processo só ocorre em câmeras reflex que possuem um módulo AF dedicado. Durante o live view, o espelho reflex é bloqueado para que nenhuma luz atinja o módulo AF.
  5. A luz passa através do écran de focagem antes de entrar na ocular.

AF de detecção de fase vs AF de detecção de contraste

Os dois modos AF medem o contraste para determinar o foco, mas há algumas diferenças:

Modo detecção de fase

Autofoco - Modo Fases

A luz que entra no módulo AF é separada por uma microlente , que produz um par de imagens descentradas no sensor AF. A distância ou diferença de fase entre as duas imagens é medida e a câmera determina o ajuste de foco da objetiva.

Vantagem: Mais rápido que o modo de detecção de contraste.

Desvantagem: Os pontos de foco ficam amontoados no centro do frame.

Modo de detecção de contraste

Autofoco - Modo Contraste

O contraste é medido com os dados tirados do sensor. Podem ser mais preciso que o modo de detecção de fase, pois não precisa que os espelhos, microlentes e sensores AF estejam em alinhamento perfeito. O princípio deste modo é que quanto mais contraste mais nítida está a imagem, mas para determinar onde o contraste atinge o auge, a objetiva tem que ser focada para trás e para frente em toda a cena, por isso esse modo é mais lento.

Vantagem: Potencialmente mais preciso e cobre uma área mais ampla.

Desvantagem: Por ser um processo lento, não é recomendado para fotografia de ação.

Como funcionam os pontos de autofoco

O modo AF determina de que forma a câmera foca, mas a área AF define o local onde a câmera ira concentrar a atenção para focar a imagem. As câmeras mais básicas oferecem dois modos de configuração: todos os pontos ativos ou apenas um ponto de foco ativo. Já as câmeras mais avançadas permitem ativar mais de um ponto de foco simultaneamente.

Todos os pontos de foco ativos

Autofoco - Pontos AF

Com todos os pontos de foco ativos, a câmera escolhe onde focar. Normalmente, esta opção é utilizada com o autofoco contínuo para seguir assuntos em movimento. Há o risco de se afastar dos detalhes de interesse.

Apenas um ponto AF ativo

Autofoco - Um ponto AF

A seleção de um ponto AF dá o controle sobre o local onde a câmera foca. Pode conseguir manter o olho de uma pessoa nítido ou direcionar o foco para uma flor num jardim. No modo disparo único, deve-se pressionar o botão do obturador até o meio para bloquear a focagem.

Vários pontos AF ativos

Autofoco - Vários pontos AF

A seleção de vários pontos AF é útil quando se quer fotografar algo em movimento. Ao selecionar um ponto AF, a câmera usará os pontos adjacentes para acompanhar o assunto.

Tipos de pontos AF: horizontal, vertical, transversal e cruzamento duplo

Além da quantidade de pontos AF disponíveis na câmera, a sensibilidade também faz a diferença na velocidade e na precisão da focagem. Os tipos mais básicos de pontos AF medem apenas o contraste das linhas num plano horizontal ou vertical ao passo que os do tipo cruzado utilizam uma combinação de ambos. Algumas câmeras mais avançadas podem ainda possuir sensores de duplo cruzamento que detectam contraste nas diagonais, o que dá mais precisão na medição.

Autofoco - Tipos de foco

Mesmo que uma câmera contenha uma mistura de todos os pontos AF, o desempenho mais avançado só é ativado em aberturas mais amplas, como f/2.8 e f/5.6.

Post
Como funciona o autofoco da câmera
Título
Como funciona o autofoco da câmera
Descrição
Os vários pontos de foco da sua câmera permitem que você selecione a parte da cena que deseja que fique focado.
Autor
Blog
Blog Olha o Passarinho
Logo
Se gostou, compartilhe!
Email this to someoneShare on Facebook3Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *