Assistência técnica para câmera fotográfica – Guia de manutenção

Assistência técnica para câmeras fotográficas

Como qualquer equipamento, as câmeras fotográficas podem apresentar algum defeito ao longo de suas vidas úteis. E quando isto ocorre é sempre uma dor de cabeça, mas não tem jeito, tem que enviar o equipamento a uma assistência técnica para reparo. E se a garantia já tiver acabado é necessário preparar o bolso para pagar o conserto que geralmente não fica barato.

A primeira dúvida quando a câmera estraga é onde enviar para o conserto: na autorizada ou em uma oficina especializada? Bem, se sua câmera ainda está na garantia do fabricante, não há dúvidas, entre em contato com o fabricante e siga os procedimentos para enviar o equipamento para uma assistência técnica autorizada. O inconveniente, neste caso, é que, as grandes marcas mantém suas autorizadas apenas em algumas cidades e, apesar de o envio ser bancado pela empresa, o tempo para o cliente ter o equipamento consertado é maior.

Se a garantia do seu aparelho já chegou ao fim, você pode optar por fazer o conserto em uma oficina especializada na sua cidade. Existem boas oficinas especializadas, mas vale apena procurar referências com outros fotógrafos. Geralmente, o conserto nessas oficinas fica mais barato. Neste caso, a escolha entre uma assistência técnica autorizada ou uma oficina especializada é sua. A diferença entre as duas é que a primeira tem uma parceria com o fabricante, por isso tem acesso a treinamentos e manuais técnicos e segue padrões estabelecidos pelo fabricante. A segunda não tem qualquer vínculo com o fabricante, muitas são fundadas por ex-funcionários das autorizadas que resolveram empreender.

Outra dúvida na hora de dar manutenção na câmera é se os equipamentos comprados no exterior possuem garantia no Brasil. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, as empresas que representam marcas estrangeiras no Brasil são obrigadas a atender as garantias internacionais dando assistência técnica a esses equipamentos mesmo que seja necessário enviar a câmera para o país de origem para o reparo, caso não seja possível fazê-lo no Brasil. Mas atenção, para reclamar os seus direitos, o consumidor deve apresentar a nota fiscal de compra, mesmo se emitida no exterior, junto ao termo de garantia do produto.

O CDC estabelece que a empresa tem 30 dias para resolver o problema, mas em caso de envio do equipamento para conserto no exterior a empresa pode negociar um prazo maior com o consumidor. Caso a marca do seu equipamento não tenha representantes no Brasil, vale as regras contratuais do local de origem do equipamento.

De acordo com o Procom, a garantia de um equipamento importado tem o mesmo prazo de um produto nacional, ou seja, 90 dias no mínimo, este prazo poderá ser maior dependendo do fabricante.

Principais defeitos apresentados por câmeras digitais

Consultamos algumas assistências técnicas a respeito dos problemas mais comuns apresentados pelos equipamentos fotográficos e segundo eles a maioria dos problemas são causados por mau uso do fotógrafo ou falta de cuidado com a câmera e lentes. Os mais comuns são quedas ou forte impacto, entrada de areia ou água e a exposição do sensor a raio lazer, muito utilizado em iluminação de festas.

Os outros problemas mais comuns são os causados por desgaste natural de peças das câmeras como o obturador, que tem vida útil definida pelo fabricante e trava sendo necessário a troca.

Para se ter ideia dos custos na manutenção da sua câmera, no caso da queima do sensor por raio lazer, citado acima, o valor do reparo pode chegar a R$ 15.000,00. Já a troca do obturador pode custar cerca de R$ 2.000,00.

Post
Assistência técnica para câmera fotográfica – Guia de manutenção
Título
Assistência técnica para câmera fotográfica – Guia de manutenção
Descrição
A primeira dúvida quando a câmera estraga é onde enviar para o conserto: na autorizada ou em uma oficina especializada?
Autor
Blog
Blog Olha o Passarinho
Assistência técnica para câmera fotográfica – Guia de manutenção
5 (100%) 1 vote

Se gostou, compartilhe!
Email this to someoneShare on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest1Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *